.

domingo, janeiro 27, 2013



Cinegrafista amador mostra em tempo real tragédia no RS
Confira o clima de pânico dos sobreviventes do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS), e o trabalho de resgate. As imagens foram capturadas às 3h da madrugada pelo analista de sistema Max Muller 

Ginásio no RS recebe 232 corpos de vítimas de fogo em boate, diz polícia

Fogo iniciou por volta de 2h30 de domingo (27) em festa para universitários.

Entre os corpos, há 120 homens e 112 mulheres. Outros 116 estão feridos.


Parentes de vítimas se aglomeram em frente ao Hospital de Caridade de Santa Maria (Foto: Jean Pimentel/Agência RBS)

Familiares das vítimas se aglomeram em frente ao Hospital de Caridade (Foto: Jean Pimentel/Agência RBS)
O ginásio do Centro Centro Desportivo Municipal de Santa Maria (RS) recebeu 232 corpos de vítimas do incêndio na boate Kiss, ocorrido na madrugada deste domingo (27). Segundo as autoridades, este é o número que está sendo divulgado como oficial. Entre os mortos, há 120 homens e 112 mulheres. Inicialmente, a Brigada Militar havia divulgado 245 mortos, mas o número foi revisto no início da tarde.
A expectativa, no entanto, é de que o número de vítimas fatais aumente, já que ainda há 116 feridos em atendimento. "Confirmamos até agora 232 mortes. São 120 homens e 112 mulheres. Algumas pessoas ainda estão sendo removidas do hospital, o que deve aumentar o número de mortes", disse o coronel Jaime Garcia, comandante do CRPO Central.
Segundo informações preliminares, o fogo teria começado por volta das 2h30, depois que a banda que se apresentava teria utilizado sinalizadores durante uma espécie de show pirotécnico.
As faíscas teriam atingido a espuma do isolamento acústico, no teto da boate, e iniciado o fogo, que se espalhou pelo estabelacimento em poucos minutos. O incêndio provocou pânico, e muitos presentes não conseguiram acessar a saída de emergência.
O número de pessoas que estavam na boate ainda não foi confirmado. A festa "Agromerados" reunia estudantes da Universidade Federal de Santa Maria, dos cursos de Pedagogia, Agronomia, Medicina Veterinária, Zootecnia e dois cursos técnicos.
A polícia e o Corpo de Bombeiros ainda trabalham no local em busca de mais informações sobre as circunstâncias da tragédia. A investigação vai ficar a cargo da 1ª Delegacia de Polícia de Santa Maria. Testemunhas já estão sendo ouvidas.
Polícia busca mais corpos com cães farejadores
Embora a polícia tenha anunciado que havia retirado todos os corpos do local do incêndio em Santa Maria, as buscas seguem no interior da boate. De acordo com major Ávila, da Brigada Militar, o trabalho agora é feito com a ajuda de cães farejadores. "Vamos fazer mais algumas vezes. Mas, em princípio, não se encontraram mais corpos", disse à Rádio Gaúcha
Fonte::  G1

Linha do Tempo da Tragédia, outros incidentes que chocaram o mundo.       

 28 de novembro de 1942 - Boate Coconut Grove, Boston (EUA)

Um incêndio em uma palmeira de mentira em um dos salãos deste tradicional clube de Boston se espalhou em questão de minutos, matando 492 pessoas. O local recebia mais gente do que a sua capacidade para mil pessoas permitia, e as portas de emergências não funcionaram adequadamente para permitir que os clientes escapassem.

25 de dezembro de 2000 - Discoteca de Luoyang (China)

O fogo, que pode ter sido causado por um problema elétrico, se iniciou em um shopping e logo tomou a pista de dança da boate. O saldo foi de 309 mortos.

23 de abril de 1940 - Rhythm Club (EUA)

Mais de 700 pessoas, quase todas afroamericanas, assistiam a uma apresentação em uma casa em Natchez, Mississippi, no momento do incêndio. Acredita-se que o incidente tenha sido causado por um acidente com um palito de fósforo. Os organizadores haviam espalhado sprays altamente inflamáveis para combater os mosquitos, o que alimentou o fogo.
A tragédia resultou na morte de 207 pessoas e em leis contra a superlotação, e o episódio foi o tema de vários blues gravados nos anos seguintes.

30 de dezembro de 2004 - República Cromagñon (Argentina)

O fogo causado pela faísca de um sinalizador usado por uma banda matou 194 pessoas na boate República Cromagñon de Buenos Aires. O gerente da discoteca e dois funcionários responsáveis pela fiscalização dos estabelecimentos foram condenados a penas de 18 e 2 anos de prisão.

20 de maio de 1977 - Beverly Hills Supper Club (EUA)

A origem do fogo que matou 165 pessoas após a recepção de um casamento em Southgate, Kentucky, ainda é alvo de polêmicas. Uma investigação oficial apontou problemas como superlotação, falhas elétricas e saídas de emergência inadequadas, mas alguns defendem que o episódio pode ter sido causado deliberadamente.

18 de março de 1996 - Ozone Disco Club (Filipinas)

Segundo estimativas, havia cerca de 350 pessoas e 40 empregados dentro de um local cujo uso havia sido aprovado para 35 convidados. Muitos dos presentes eram estudantes. O episódio em Quezon City foi considerado o incidente mais fatal das Filipinas, matando 160 pessoas.

4 de dezembro de 2009 - Lame Horse Club (Rússia)

Na cidade de Perm, um show com fogos de artifício dentro de uma boate provocou uma explosão que deixou 154 mortos. Apenas cerca de um quarto das pessoas presentes no local conseguiu escapar. Muitas das vítimas acabaram morrendo asfixiadas e pisoteadas.

20 de novembro de 1971 - Club Cinq-Sept (França)

Acredita-se que o fogo em uma casa de St Laurent du Pont, no sudeste da França, tenha sido causado acidentalmente por um palito de fósforo. As chamas consumiram rapidamente a boate, por causa do material altamente inflamável da construção e dos móveis. O resultado foram 143 mortos, a maioria adolescentes.

20 de fevereiro de 2003 - The Station (EUA)

Fogos de artifício usados no show da banda Great White dentro de uma casa de shows no estado de Rhode Island provocaram um incêndio e a morte de 100 pessoas. O local foi tomado pelo fogo em menos de cinco minutos. Apenas três pessoas foram indiciadas, mas o incidente levou a mudanças nas leis de segurança em locais públicos no estado.

25 de março de 1990 - Boate Happy Land (EUA)

Um incêndio causado intencionalmente pelo ex-namorado de uma empregada do clube matou 87 pessoas em um local que funcionava sem autorização no Bronx, em Nova York. A maioria das vítimas eram hondurenhos que celebravam o Carnaval.
1
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Comente:

PRAIAS DE SÃO PEDRO DA ALDEIA

Praia de São Pedro - Foto Aérea
Com extensão de 2 km, esta é a praia do centro da cidade. Localizada à beira da rodovia de acesso ao Rio de Janeiro é pouco utilizada para banhos, e mais adequada à prática de esportes náuticos.

Na praia estão a Praça de Vela, freqüentada por velejadores amadores e profissionais; quiosques, e a Praça de Esportes “Hermógenes Freire da Costa”.

Praia da Pitória - Foto Aérea
Esta é uma praia de enseada, com 500m, muito freqüentada pelos moradores da Pitória, tendo bares rústicos na orla.

Em um dos extremos, há uma frondosa e centenária figueira que próxima à Capela de São Pedro, se identifica como referência do local. O bairro abriga uma das colônias de pescadores de São Pedro da Aldeia.

Praia do Sol - Foto Aérea
Tem 800 metros de largura e cerca de 30 metros de vegetação densa, que faz limite com a faixa de areia, com presença de aroeiras, cujas raízes e casco são usadas pelos pescadores para tingimento e conservação das redes.

É uma praia rústica, com muito verde, e bastante animada. Nos quiosques, muita música, petiscos, cerveja e até forró e pagode nos finais de semana.

Praia da Baleia - Foto Aérea
A praia é pouco utilizada para banho por ser um entreposto de pesca. Tem uma extensão de 500m. É possível não só comprar frutos do mar, como saboreá-los em seus modestos bares, espalhados pela orla. A área é ocupada por grande número de embarcações pesqueiras e redes a secar nas areias.

Nas águas da lagoa Araruama, a 150m da faixa de areia, destaca-se a Pedra da Baleia, peculiar por ter o formato do referido mamífero.

Praia da Ponta da Areia - Foto Aérea
Possui 600m de extensão. A Ponta da Areia é urbanizada e concentra belas residências de veraneio.

Em sua orla, estão árvores como casuarinas e amendoeiras, e trechos gramados até junto à faixa de areia.

Praia Linda - Foto Aérea
Essa praia fica a 7km do centro, em direção a Iguaba Grande. Sua orla tem coqueiros, casuarinas e belíssimas casas. Em determinada época do ano, pode ser avistada a Ilha de Cândido Marques.

De acordo com os ventos e marés forma-se um cordão de areia que permite o acesso à Ilha a pé.

Praia Linda – Baixo Grande
Muito freqüentada pelos moradores do bairro e veranistas na alta temporada.

A praia tem extensão de 400m, estreita faixa de areia e a presença do verde nas árvores casuarinas. Suas areias são claras e de grãos finos. É cercada por casas de veraneio e residenciais

Praia do Balneário - Foto Aérea
É propícia para banho. Tem uma extensão de cerca de 1000m, areias claras com grande quantidade de conchas. A área identifica-se como local de veraneio, com bonitas residências.

Em sua orla existem quiosques onde são vendidos petiscos e bebidas.

Próximo à praia está a ilhota de Chico Marques. Em determinadas épocas do ano, registra-se a formação de um cordão arenoso que serve de acesso à ilha.

Praia da Teresa - Foto Aérea
É propícia para banhos e para a prática de esportes náuticos e a pesca de linha. É uma das praias mais arborizadas, com casuarinas e amendoeiras típicas da região.

Na alta temporada é muito freqüentada por turistas. Sua extensão é de aproximadamente 1500m com uma faixa de areia estreita. Ao longo da praia ressaltam-se belas residências de veraneio.

Praia Ponta dos Cardeiros
A Ponta dos Cardeiros fica na fazenda de propriedade da família do jornalista Roberto Marinho e tem acesso somente pela areia ou pela água.

O passeio vale a pena, a Ponta dos Cardeiros lembra a cabeça de uma gaivota através de visão aérea.

Casa 4 Qtos 1 Suíte Churrasqueira e Garagem, Boqueirão, São Pedro da Aldeia

Arquivos do site

.